Somos agentes dos nossos destinos e dos destinos alheios?

Eu falo tanto em responsabilidade, porque acho que a responsabilidade é o termo laico contra o termo culpa, porque o termo culpa, embora ele saia do Direito, ele migrou para a Teologia e ficou um termo muito pesado Todavia, o termo responsabilidade é um termo mais moderno, então um termo que envolve a liberdade do indivíduo e que é

O que que é a responsabilidade? Ela é a consequência do ato livre Então, eu não acredito que se construa nenhuma responsabilidade que não seja coletiva Essa é uma questão que eu coloco

Não adianta eu dizer para a minha filha adolescente que fica grávida, que ela é responsável por ela, portanto saia de casa e vá se virar Não adianta eu dizer para o meu amigo, ou para o meu irmão que enlouqueceu, não adianta eu dizer a ele que se vire, que vá procurar um psiquiatra Não adianta, porque nas relações que nós estabelecemos, nós somos sempre co-responsáveis por tudo o que acontece Não adianta eu dizer para o país no qual eu vivo que eu não votei no PT Não adianta, o presidente também é meu

E não adianta eu dizer nem para esse planeta que eu não votei no Bush, que sobra para mim também, né? Então, o que eu quero dizer com isso? Que o único jeito de a gente tratar uma modificação real da estrutura da sociedade é a gente pensando no quanto que estamos implicados na construção desse destino como um todo Naquilo que ele tem de livre, naquilo que ele tem de, enfim, de resultado dessa liberdade que está sendo produzida Nós somos agentes de nossos destinos e do destino alheio, daquele destino que tá atado e atrelado ao meu próprio destino Se eu me mato, isso não diz respeito apenas à minha vida, e por isso que esse não é um ato ético jamais, porque quando eu me mato, eu não mato só a mim, eu mato minha mãe, meu pai, meus irmãos, meus filhos, meus amigos Eu acabo com um contexto todo de sensibilidade de afetos e até de questões práticas que estão ao meu redor

Então ninguém é dono de sua vida e tudo aquilo que se fala, e tudo aquilo que se produz, e tudo aquilo que se realiza também têm ressonâncias na existência alheia Inclusive esse mero ato de fala é um ato performativo, ele acaba produzindo efeitos naqueles que estão ouvindo, sempre Então, a responsabilidade Precisamos buscar essa responsabilidade A culpa é uma categoria jurídica e uma categoria teológica que nós podemos sempre usar para, enfim, julgar uma pessoa

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.