7 Tipos de Marketing: qual é o seu preferido?

Fala galera, Henrique Carvalho por aqui com mais um vídeo para você, hoje sobre os 7 tipos de marketing. E eu tô curioso aqui para saber qual é o seu tipo preferido.

Então acompanhe esse conteúdo especialmente para você e me diz nos comentários, depois, qual é o seu tipo favorito, seu estilo de marketing favorito. Vamos lá! Marketing é o processo de planejar e executar a concepção, a determinação do preço, a promoção, e a distribuição de ideias, bens e serviços para criar trocas que satisfaçam metas individuais e organizacionais. Mas se você começou a pesquisar sobre marketing, deve ter percebido que existem diversos tipos de marketing, cada um com usando de elementos específicos para alcançar o mesmo objetivo: suprir necessidades de forma lucrativa Hoje, vamos nos concentrar em conhecer melhor alguns dos tipos de marketing mais usados.

1- Marketing Digital

O Marketing Digital reúne todas as ações de marketing de um negócio que acontecem no meio digital, como: Gerar tráfego orgânico e aumentar audiência através de otimizações de SEO; Criar relacionamento com audiência através do Email Marketing; Criar e manter relacionamento com clientes através da Gestão de Mídias Sociais; Investir na produção de conteúdo estratégico. O Marketing Digital não é exclusividade de empresas virtuais, mas obrigação de todos os negócios, online ou offline Quando for usar o Marketing Digital para impulsionar seu negócio, preste atenção a essas dicas: Faça um plano de marketing digital separado do plano de marketing geral para seu negócio Não use estratégias de Outbound Marketing, como uso de banners em excesso, pop-ups gigantes ou qualquer outra forma de interrupção em seu plano de Marketing Digital, já que a sua eficiência se prova cada vez menor Diversifique os canais: não foque somente nas redes sociais, mas tenha também um site e um blog para seu negócio.

2- Marketing Omnichannel

Cada vez mais, as pessoas alternam sua atenção entre os canais online e os offlines Você está pensando em comprar uma TV Pode pesquisar preços e marcas em uma loja física, analisar suas características “ao vivo”, mas decidir comprá-la pela internet por conta de uma melhor oferta de preço Assim como o inverso também pode acontecer.

A experiência do usuário não acontece em apenas um canal, mas em vários simultaneamente e oferecer uma transição fácil entre esses canais é fundamental. O Marketing Omnichannel está crescendo tanto que não só as empresas físicas estão migrando para canais digitais, como o contrário também está acontecendo A gigante digital Amazon já possui até mesmo algumas lojas físicas nos Estados Unidos A explosão do uso de smartphones pode ser a grande responsável por essa tendência, pois mais do que nunca há uma necessidade imediata por parte dos consumidores de alcançar a solução desejada Mas o Marketing Omnichannel não se refere apenas a transição do offline para o online.

Se um cliente começa a navegação via celular e efetiva a compra em um computador, o Omnichannel se aplica aqui também Dicas práticas para usar Marketing Omnichannel: Conheça bem sua persona e toda a sua jornada de compra: por quais canais ela passa até chegar na fase final do funil de vendas Revise sempre que possível a experiência de compras dos seus clientes, desde à pesquisa até a venda Faça testes A/B em seus canais digitais, como email e site, e faça mudanças sempre que algo estiver dificultando parte do processo.

3- Marketing de Conteúdo

O Marketing de Conteúdo é um dos pilares do Marketing Digital Enquanto a estratégia digital é mais abrangente, e pode incluir táticas de Inbound e de Outbound Marketing, o Marketing de Conteúdo é uma estratégia focada em ganhar o interesse e a confiança do público através da entrega de valor em formato de conteúdo Através da criação de conteúdo relevante, é possível envolver, atrair e estimular ação do cliente Essa ação pode ser não só uma venda, mas também o preenchimento de um cadastro, download de um material, compartilhamento de um conteúdo Um bom planejamento é essencial para o sucesso de qualquer tática de marketing.

Para o marketing de conteúdo, não seria diferente A elaboração de estratégias eficientes pode conduzir as pessoas através de um funil de conversão Isso se dá, primeiramente, através da construção de consciência sobre sua marca Em seguida, as pessoas a avaliam de acordo com a credibilidade que você transmitiu por meio do seu conteúdo e, por fim, estão prontas para fazer negócio com você Use o seu conteúdo para sanar objeções que o seu cliente possa apresentar.

Use-o para contar histórias interessantes sobre como outras pessoas se beneficiaram a partir de sua oferta Dicas práticas para usar Marketing de Conteúdo: Conheça profundamente seu público-alvo: entender com quem se está falando torna mais fácil fazer o melhor trabalho possível, pois você conhece verdadeiramente as dores e os sonhos do seu público-alvo Defina suas metas e objetivos: seus objetivos podem ser muitos, mas é preciso estabelecer prazos e definir tarefas para que cada um deles saia do papel Use o conteúdo para atrair seus leitores: cada parte o conteúdo que você escreve precisa resolver um problema ou realizar um sonho Automatize os processos: alguns exemplos de processos automatizados são disparos automáticos de e-mails, nutrição de leads, vendas de produtos/serviços e etc.

Mensure os resultados: o sucesso depende de ajustes contínuos, que só são possíveis se você conhece as métricas do seu conteúdo.

4- Marketing de Relacionamento

Não há como permanecer no mercado anos e anos sem ter um público fiel e engajado no seu nicho de mercado O Marketing de Relacionamento é um conjunto de ações montado com o objetivo de cultivar o relacionamento certo com o grupo certo Eu falei aqui da importância de ter uma base de clientes fiéis, mas o marketing de relacionamento não se restringe à relação entre empresa e cliente.

Envolve também, a relação da empresa com seus fornecedores, distribuidores e quaisquer outros parceiros, formando uma rede de marketing O Marketing de Relacionamento exige que a empresa tenha acesso a dados dos seus clientes e faça ações personalizadas para criar conexão verdadeira Programas de fidelidade de companhias aéreas são um claro exemplo de Marketing de Relacionamento, já que visa criar a relação entre empresa e cliente, dando vantagens como acúmulo de pontos, check-in preferencial e assentos maiores para quem sempre voa com a mesma empresa Uma relação onde os dois lados ganham ao mesmo tempo que formam uma parceria. Dicas práticas para usar o Marketing de Relacionamento: Foque nas necessidades do clientes ao invés das vendas.

Use as mídias sociais para se conectar com sua audiência, respondendo comentários, avalie sugestões de clientes e promova postagens interativas Procure maneiras de gerar valor além do esperado Tenha um banco de dados de clientes atualizado.

5- Marketing de Experiência

O Marketing de Experiência faz muito mais do que enviar uma mensagem ao potencial cliente, ele o envolve no produto ou serviço ao proporcionar experiências inéditas relacionadas à marca.

Ao interagir com um produto, se possível usando vários sentidos, a percepção do consumidor muda completamente A marca se torna viva para eles O maior benefício do marketing de experiência não está na divulgação mais eficiente do produto, mas sim na conexão que se cria entre a marca e seu público Por essa razão que a experiência precisa ser memorável, interativa, despertar emoções, e, claro, estar de acordo com o desejo das pessoas para aumentar as vendas e a fidelidade à marca Uma vez que o cliente experimenta seu produto ou serviço, ele consegue atestar como aquilo pode, de fato, se encaixar na sua vida.

Portanto, tornam-se mais dispostos a comprar Além de conseguir perceber mais claramente o diferencial do que você oferece, e assim, gerar muito mais boca a boca, especialmente pelas redes sociais Como usar o Marketing de Experiência: Dê às pessoas algo para falar sobre, gerar um boca a boca Permita que seu público realmente experimente o seu produto ou serviço Esteja presente nas redes sociais e incentive sua audiência a comentar sobre essas experiências por lá.

Aceite críticas para melhorar sua oferta Use o feedback para continuar inovando.

6- Marketing Viral

A viralidade alcança números impressionantes de acessos, e além de distribuir o conteúdo de forma muito eficiente, funciona como uma ótima prova social Esse tipo de marketing foca em espalhar informações e opiniões a respeito de um produto ou serviço, de pessoa a pessoa, de preferência usando os meios digitais, que conseguem ampliar alcance da divulgação boca a boca Os conteúdos virais são impossíveis de serem ignorados.

Aumentam nossa adrenalina, provocam intensas emoções e garantem um altíssimo nível de compartilhamentos E também são uma poderosa ferramenta para: Divulgar sua marca; Disseminar seu conteúdo; Aumentar o engajamento dos seus usuários Dicas práticas para usar o Marketing Viral: Artigos com mais de 2000 palavras tem quase o dobro de compartilhamentos; Listas tem altos números de compartilhamentos; Imagens ajudam o conteúdo a trazer aproximadamente o dobro de compartilhamentos; O conteúdo precisa ser gratuito.

Um conteúdo pago se torna difícil de ser compartilhado; O conteúdo com potencial viral precisa despertar emoções; Ofereça uma promessa: o conteúdo que vai mudar sua vida, seus relacionamentos, seu trabalho… Apresente números e estatísticas, esse tipo de dado é mais completo e traz uma visão mais clara do assunto; Traga informações de uma fonte confiável, a autoridade de quem produz o conteúdo torna-o muito mais atrativo.

7- Marketing de Guerrilha

O Marketing de Guerrilha é uma estratégia que foca em ações inusitadas, de baixo custo e com grandes resultados, sendo assim necessárias altas doses de criatividade Não parece algo muito simples, certo? O nome curioso foi criado por Jay Conrad Levinson e se relaciona a pequenas estratégias de guerra, irregulares, usadas por civis na guerra do Vietnã Muitas dessas táticas incluíam elementos como surpresa e carga emocional.

Geralmente o Marketing de Guerrilha é utilizado por pequenas empresas que querem alcançar resultados em maior escala porém não possuem orçamento suficiente para fazer isso através de mídias tradicionais Não significa que grandes empresas não tenham apostado neste tipo de marketing Em 2010, a Coca-Cola criou a máquina da felicidade, uma máquina de bebidas que depois do pagamento servia muito mais do que um único produto e colocou-a na Universidade St John’s, em Nova York Com 5 câmeras escondidas gravando as reações espontâneas dos estudantes, a Coca gerou um vídeo que viralizou, alcançando 4,5 milhões de visualizações no YouTube.

Dicas práticas para usar o Marketing de Guerrilha: Esteja pronto para correr riscos Não foque em polêmicas ou atitudes que podem machucar, irritar ou assustar pessoas A ideia é ser algo positivo Não tente ser ou parecer algo que sua empresa não é Esses são apenas alguns dos muitos tipos de marketing.

Nos próximos vídeos aqui do canal, vou aprofundar em alguns outros tipos de marketing bastante importantes, como o Marketing de Relacionamento, o Marketing Direto, Marketing de Serviços e muito mais Maravilha, esse foi o vídeo de hoje sobre os 7 tipos de marketing Como eu comentei, deixe seu comentário aqui abaixo sobre qual é o seu favorito, qual é o seu estilo que você mais se identifica em relação ao marketing Se você curtiu esse vídeo, deixa a sua curtida aí, seu o seu like para a gente saber que esse conteúdo é de qualidade e para receber novidades da Viver de Blog em vídeo, se cadastra aqui no nosso canal do YouTube para que a gente possa te enviar, se o YouTube claro, permitir, te enviar os novos vídeos que a gente for postando para você Te aguardo no próximo vídeo, um grande abraço e até lá.

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.