5 Vilões e Heróis: Palestra Henrique Carvalho no evento da Revolução do Conteúdo ao Vivo

Com vocês, com vocês, Henrique Carvalho! Bom dia, bom dia! Gostei desse lance do Miguel deRevolução Bora fazer mais um? Vamos lá? 1, 2, 3 e Revolução! Revolução! Revolução! Obrigado gente por vocês estarem aqui em pleno sábado e domingo Podem sentar, por favor

Vocês poderiam estar em casa, poderiam estar no ambiente de voces, o ambiente que vocês estão mais acostumados, mas estão aqui, sábado e domingo, procurando conhecimento, procurando uma revolução, que a gente gosta de chamar aqui de Revolução Interna e a Revolução Externa Revolução, primeiro começa com você e depois você passa para o seu negócio E esses dias têm tudo a ver com isso Essa é a intenção desse evento, que eu vou passar aqui pra vocês, em detalhes Eu fiquei impressionado com quem não é de São Paulo

Pode levantar a mão de novo só para eu ter certeza aqui Meu Deus, muita gente não é de São Paulo Aracajú, uau! Obrigado por vocês estarem aqui E já pra iniciar o dia de hoje, eu queria falar para vocês sobre os 5 vilões que atrasam a nossa evolução E quais são os 5 heróis da transformação

Tô vendo muitas carinhas conhecidas aqui, bom ver vocês E todo evento, todo início de evento, ele tende a ter um pouco de estresse Que legal né, começar uma palestra falando de estresse Mas fato é que muita gente aqui pegou avião, saiu do seu lar, seu conforto para estar aqui Muita gente tem os furacões do dia a dia que acabam impedindo a gente de focar no que realmente é preciso focar e cada um de vocês têm uma batalha interna, que tá rolando aí dentro, na mente de vocês

E por isso tudo pode causar estresse Só que o estresse ele pode ser bom Na verdade ele pode ser muito bom Só que na medida certa E já nesse gráfico, de performance x estresse, a gente pode ver que existem algumas camadas de estresse, e de performance também

E o estresse ideal é aquele entre o alerta e a ansiedade É o nível ótimo para você ter um pouco de estresse Porque se você está extremamente tranquilo, 100% tranquilo assim, pode causa sono e você não vai conseguir ter uma alta performance Talvez os seus objetivos não estejam gerando um certo estresse bom para você Por isso que essa zona ideal entre a performance e estresse é a zona desejada

E isso tem muito a ver em você focar em uma coisa Nesse livro, "Flow', o estudo do flow, o que faz as pessoas entrarem em uma zona em que o tempo parece não contar mais, parece que você entra em um estado , em uma outra camada, outro universo de ação, de foco Eu treinei para falar o nome desse cara aqui, mas é muito difícil É tipo Mihaly Csikszentmihalyi, eu não consigo falar aqui, mas um grande estudioso, que vale a pena ter a foto dele aqui E sobre flow, nesse gráfico também sobre desafio e habilidade, a gente pode ver como que o estresse, na medida ideal, e você procurando estar cada vez mais próximo do flow, ou seja, quando um desafio não é tão grande que pode gerar ansiedade em relação à sua habilidade hoje, mas quando você tem uma habilidade adequada para um desafio adequado, você consegue entrar no flow

E por falar em flow, falar em energia, tudo isso que a gente vive é tão importante, não teria como não falar de Tony Robbins Ele tem esse conceito de "Beautiful State", seria um estado belo, estado bonito, que é onde você não tem preocupações, ansiedade, onde você está buscando estar no seu melhor, na sua essência E foi por isso que eu e a Isis, a gente foi no ano passado no DWD, Date with Destiny É o evento mais caro do Tony, né? É o mais caro, que ele tem, mais íntimo, 6 dias intensos com ele Começa 8, 9 da manhã e vai até 1 da manhã

E não tem horário de almoço, não tem horário de jantar, é intenso, São 6 dias com o cara lá que grita "vamos fazer acontecer" E estar nesse evento, buscando o beautiful state, Date with Destiny, foi uma verdadeira revolução para mim, pessoalmente, eu pude compreender muitas coisas que estavam no meu inconsciente, que estavam no meu ponto cego e só estando lá para ver São eventos como esse que mudam mesmo a nossa trajetória, então, a intenção desse primeiro dia é trabalhar mais o Mindset, mais a parte de energia para que a gente possa trabalhar os negócios no segundo dia E caso você não conheçaalguém não conhece o Tony ou o trabalho que ele faz Táshow de bola Tem uma série na Netflix do Tony chamada "I am not your guru"- "Eu não sou o seu guru" E o Tony é um dos caras mais incríveis que fala sobre performance humana Então até para estar naquele evento, 5 mil dólares Só para estar lá, fora o custo de passagem, de estar no hotel e tudo mais, estar fora do país

E essa série ficou famosa no Netflix , do Tony, por conta da entrega que ele faz, transformação da mente das pessoas, ele consegue em um estalo mudar a pessoa de um estado de ansiedade para um estado de Beautiful State Então tinham pessoas no evento, mais de 10 pessoas, que levantaram a mão quando ele fez a pergunta "quem aqui tem tendências suicidas, está pensando em se suicidar"? E ele vai lá e bum, muda o estado da pessoa, ele é incrível E a intenção do evento, desse primeiro dia, na verdade dos dois dias é compartilhar inovações da sua revolução pessoal, o seu mindset e profissional, marketing, vendas e negócios, para a criação dos conteúdos e negócios com propósito do futuro Então esse é o grande dia que a gente vem se preparando há um ano para estar aqui são dois dias de evento, primeiro dia a revolução pessoal , que acontece dentro de você, na sua mente

e a analogia é como se primeiro você precisasse colocar a máscara de oxigênio primeiro em você e depois em outra pessoa Então aquele aviso que a gente vê tanto em aviões, isso que a gente vê tanto em negócios, a gente às vezes quer mudar uma coisa no nosso marketing, no nosso processo de vendas, no nosso negócio, mas o negócio é reflexo da gente e a gente precisa primeiro mudar a gente para poder mudar nossos negócios Tudo se torna mais fácil quando a gente muda a gente, primeiro No segundo dia, revolução profissional, aí sim voltado ao negócio, como se fosse a Autoban, uma estrada livre para a aceleração rápida Quando você se transforma, consegue transformar o seu negócio

Então vamos focar no primeiro dia, revolução pessoal Eu vou chamar esse primeiro dia de o jogo antes do jogo O jogo que acontece na nossa mente antes da gente ir para a ação, a gente ir para os nossos desafios do dia a dia e o objetivo dessa palestra é falar sobre os 5 vilões e os 5 heróis E a gente começa com o primeiro vilão, que eu chamo de hesitação

Hesitação, porque é tão difícil, tão difícil a gente fazer as coisas que a gente sabe que são boas para a nossa vida Por que muitas vezes a gente sabe que tem que ir para a academia, mas a gente está lá, deitado no sofá, olhando o celular, e hesita? Por que muitas vezes a gente vai ali no restaurante escolher uma comida e aí pode escolher às vezes um fast food, junk food ao invés de uma alimentação saudável, equilibrada, olhar uma sobremesa e pedir ela sem hesitar? Por que a gente hesita em seguir os nossos sonhos sabendo que a gente tem que realizar tarefas que são importantes e fica rolando a timeline no Facebook, no Instagram? Por que isso acontece? Para contextualizar isso, eu quero contar uma situação que aconteceu na minha vida Só para ter uma ideia, alguém me acompanha no Stories, no Instagram? Olha só! Que legal! Provavelmente vocês devem ter percebido que eu posto muita coisa que eu acordo 5 da amanhã, 6 da manhã, bem cedo Mas talvez o que muita gente aqui não saiba é que eu tinha um hábito de dormir às 6 da manhã Eu ia dormir 5,6,7 horas da manhã e eu achava que eu era o máximo, eu me achava, literalmente o Batman trabalhando na sua caverna, de madrugada, notívago, achando que meu, a criatividade vem de madrugada, é o silêncio, é o momento que as pessoas criativas fazem acontecer

Era uma crença na minha mente, mindset E como é que eu solucionei isso, quando eu apareceu um grande desafio, um problema na minha vida Quando eu fui no médico e fiz um exame de sangue e minha vitamina D estava abaixo de 10 ou em torno de 10 E eu estava sentindo muito cansaço ao longo do dia, não tinha muita energia, por mais que de madrugada eu fizesse acontecer, escrevia um post lá, memorável, mas energia ao longo do dia demorava a acordar de fato E tudo isso por quê? Porque eu acordava 14 horas da tarde, quase não via o sol, o sol lá onde eu morava 17 horas da tarde já sumia, então eu tinha 3 horas para ver o sol, só que ia direto para o computador, então e não via sol, minha vitamina D caia, o nível de energia caia e aí eu não conseguia entregar o meu máximo, mesmo eu me achando o máximo na época

Então apareceu esse grande desafio que eu tive que mudar E aí, para contextualizar essa história, o primeiro herói já é você ir para a ação Então, como é que a nossa mente foi desenhada? Eu já vou voltar ao final dessa história, tá A nossa mente foi desenhada para sobreviver né Durante milênios a gente precisou ter medo, hesitar, para sobreviver

E é por isso que a gente está aqui hoje Só que a gente não, a gente vive, a nossa mente vive um período de guerra em um período de paz, atualmente Então têm muitas coisas que aconteciam na antiguidade que não são mais tão úteis hoje E a gente precisa repensar muito do nosso mindset por conta disso E eu me dei conta, eu acabei caindo nesse livro que se chama "A regra dos 5 segundos", da Mel Robbins, que não é parente do Tony Robbins, não tem nenhuma relação com ele

E a regra dos 5 segundos, a Mel fala que cada um de vocês têm uma janela de 5 segundos em que você toma uma decisão É quando você sabe que precisa fazer alguma coisa, exemplo, botei meu despertador para 5 da manhã, ele toca aqui no meu relógio, eu olho para ele e em 5 segundos a minha janela de decisão acontece, em que eu posso escolher entre levantar e seguir o meu caminho ou hesitar e voltar a dormir Essa janela, todo mundo tem ela, pode ser um pouco menos para uns, um pouco mais para outros, mas todo mundo tem uma janela de decisão E ela, em 10 anos de estudo, ela desenvolveu um método para você conseguir sair do piloto automático, que é é a tendência natural da gente querer, ah, eu vou voltar a dormir, ah tá muito frio, tá muito escuro, ah, hoje não, um dia não vai fazer diferença, ah não vou pra academia hoje não, não vai fazer tanta diferença Um dia em um ano, 10 anos, que diferença vai fazer? E ela achou uma fórmula, uma fórmula de colocar a nossa mente em um estado de ação, que é você contar 5 segundos né, de trás para frente Então 5, 4, 3, 2, 1

E por que isso funciona? Por que essa ideia tão simples, tão idiota, funciona? Porque a nossa mente entra em um estado lógico em que ela sabe o que é bom Então eu sei que é bom eu acordar cedo, eu me programei para isso, eu quero fazer isso Só que, se eu ficar no campo das emoções e sentimentos, ah, eu sei que tá frio, eu sei que tá escuro, eu sei que um dia não vai fazer diferença, e quando você entra no campo lógico e contar de forma regressiva é diferente de você contar 1, 2, 3, 4, 5 porque tende a ir para o infinito, o zero, ele tende a ser uma barreira e quando você conta 5 até 1 automaticamente você está em um estado de foco, por mais que você esteja zonzo de madrugada, acordando, você entra em um estado altíssimo de atenção E quando você faz essa contagem de 5, 4, 3, 2, 1, você toma a decisão correta

E desde então, quando eu descobri essa regra, eu passei a fazer não só a adotar ela, primeiro eu adotei ela, eu vi que funcionou maravilhosamente, não teve um dia que eu apliquei a regra e ela funcionou contra mim quer dizer, ela sempre funcionou para mim Tanto é que lá em casa quando a gente, quando eu estou com a Isis lá e ela quer me convencer de fazer algo e às vezes eu estou hesitando um pouco, ela começa a contar, 5, 4e aí eudroga! Não tem jeito! É muito poderoso isso

E além de adotar essa regra eu quis fazer um comprometimento público, então por isso eu comecei a postar no meu Instagram que eu estava acordando às 5 da manhã então eu comecei a postar lá o horário Todo mundo me pergunta, então já falando, é um aplicativo, uma extensão pro Google Chrome chamada Momentum, que permite o seu computador ter essa tela com horário, com seu nome E eu vou lá, acordo e bato uma foto 04:49, ai eu coloco ali five am club, clube das 5 da manhã

05:02, 04:59, 04:06, esse dia eu tava pilhado E é tão interessante porque isso tá funcionando tão bem para mim que outras pessoas começaram a aplicar, começaram a me perguntar por que eu estava fazendo isso, como é que eu posso fazer para participar desse clube das 5 da manhã, tem que pagar alguma coisa para entrareu, calma gente, não, o clube não é meu, eu só estou aplicando ele e postando a hashtag, então tá todo mundo dentro, mas eu quero o seu comprometimento

Então amanhã, quando você acordar às 5 da manhã, me manda uma mensagem E como não poderia ser diferente, um monte de gente no Instagram começou anossa

uma velocidade de mensagens incrível , muita gente acordando às 5 da manhã e mandando para mim, marcando até @viverdeblog Então five am, five am e todo mundo começou a me marcar por conta disso Então foi a partir dessa regra, desse conhecimento que eu pude transformar os meus hábitos, saindo de uma pessoa que dormia às 6 da manhã para uma pessoa que acordava às 6 da manhã e aí minha saúde melhorou, minha vitamina D subiu, tá tudo ´´ótimo hoje

Segundo vilão: medo Roger, o que aconteceu? Eu tô tão furioso agora, eu não consigo falar com ela Não vão acreditar, eu descobri uma coisa nova Nova? O novo é um problema sério Não, pera aí

Espera! Fique dentro do círculo de nossa família Não era ruim O novo é sempre ruim Não, ele era legal Como é que é? Ele? Ah, eu pensei que fosse um Javali, mas aí ele virou um garoto estranho, geralmente é ao contrário

Tá namorando um javali, tá namorando um javali Ele era um garoto, quer ver, eu vou chamar ele agora O que foi que deu em vocês? O novo é sempre ruim É, nossa mente de sobrevivência, na antiguidade a gente morava em caverna, com tantos animais, predadores ali, à solta, e tudo que era novo, era meio rejeitado E aos poucos a humanidade foi meio que avançando

E o medo é como um dragão, sei que a gente está no meio de uma série, Game of Thrones, então fazer analogia com um dragão Então, são animais gigantescos, têm o poder de mil exércitos, cospem fogo, são grandes poderes de representações de medo E desde aquele tempo das cavernas até hoje, nós, seres humanos, mamíferos, tínhamos 3 grandes medos e relação a animais Um deles cobra, até hoje existe, tem um nome, não lembro de cabeça agora, um medo para quemum medo de cobra Sensação de ver o bicho e entrar em pânico ou nem conseguir ver direito Leão Predador da floresta, o rei da floresta, mamíferos tinham extremos medo dele

E a águia, veloz, símbolo de poder em vários países, como os Estados Unidos, 3 animais que representavam medo, poder, força na antiguidade E existe uma coisa em comum entre esses 3 animais e na forma que a gente pensa hoje em dia, nas coisas que a gente crê em nossa mente Se a gente combinar os 3 animais juntos, posso até voltar aqui ó, cobra, leão, águia, combina os 3, um dragão Um dragão, ele nada mais do que uma simplificação da nossa mente, do medo Então os 3 animais da antiguidade, cobra, leão águia, junta os 3: dragão

E o dragão existe em diversas culturas, ocidental, oriental, porque ele é uma representação de medo que a nossa mente criou ao longo do tempo, algo fácil da gente lembrar e de passar isso adiante de que aqueles animais ali são representações de medo E hoje nós, mamíferos, seres humanos tendemos a ver dragões como medo Você pode ver aqui, é uma representação perfeita desses 3 animais e o medo, assim como o dragão, não existe Ele tá só aqui dentro, só na nossa mente Isso quer dizer que a gente pode criá-lo quanto destruí-lo

O medo é como se fosse um dragão Em relação ao medo, o heróis que combate o medo são os sonhos Alguém aqui já pulou de paraquedas? Uau! Corajosos! Eu nunca pulei de paraquedas, é um sonho, futuro, mas em um grupo que eu participo tem um cara lá que já pulou mais de 200 vezes de paraquedas na vida dele E é interessante o paraquedas porque se a gente pensar bem a gente tem que pegar um avião que vai sobrevoar a 10 mil metros e, de repente, quando abrem a porta para você pular você percebe que você nunca esteve em um avião com a porta aberta antes E aí começam a contar, 1, 2 e no 3 falam que vão jogar você mas jogam no 2 porque no 3 as pessoas seguram

E aí no 2 te jogam e você "ahhhh"tá caindo e em um segundo, e a sensação, eu não presenciei mas é o que me contam, em um segundo de você estar livre, caindo, é o momento em que você tem menos medo E antes, ali no avião, é o momento em que você tem o maior medo

Então como pode o momento de maior risco, quando você está fora do avião, em queda livre ser o momento em que tem menos medo, se sente mais livre, parece que está voando? E antes, dentro do avião , ambiente relativamente seguro, você tem o maior medo, um frio na barriga Acho isso fascinante porque tudo que a gente faz que gera um certo medo, uma certa ansiedade antes , quando a gente está naquele momento , quando a gente termina de fazer algo a gente vê que meu, que besteira, como que esse medo é uma coisa tão boba e eu pude superá-lo O momento de maior risco que a gente tem de viver é justamente o momento de menor medo que a gente tem A gente cria essas coisas na nossa mente, assim como o dragão E uma analogia também muito boa para você pensar, queria que você refletisse agora sobre isso é comprometimento, você tá 100% comprometido ou tá 99% comprometido? 100% é certeza, você sabe que aquilo ali vai acontecer, você está realmente comprometido em fazer aquilo acontecer

99% é 1% de dúvida e isso acontece também com a multitarefa, quando você está fazendo várias coisas ao mesmo tempo, você não está focado 100% em uma coisa, você está em múltiplas e isso tende a atrapalhar você, seu foco, sua concentração, sua entrega Então a reflexão é, eu tô 100% comprometido com isso ou eu tô 99? Porque se você não estiver 100%, all in, você vai com tudo, vai ter alguma dúvida, alguma insegurança que vai fazer você hesitar, vai fazer você ter medo, então é algo para pensar ————— Quando você tem um sonho, ele não chega gritando na sua frente Isso é o que você é Isso é o que você deve ser para o resto da sua vida

Às vezes um sonho quase sussurra Eu sempre disse para meus filhos, "a coisa mais difícil de ouvir são seus instintos, sua intuição, que sempre sussurra, nunca grita É muito difícil de ouvir Então vocês precisam, todos os dias de suas vidas, estarem prontos para ouvir aquilo que está sendo sussurrado em sua orelha Muito raramente irá gritar

E se você pode ouvir esse sussurro e ele faz seu coração vibrar, e é algo que você acredita que deseja fazer pelo resto de sua vida, então será aquilo que você vai fazer pelo resto de sua vida E nós iremos nos beneficiar de tudo que você fizer Muito obrigado —————————– Acho incrível esse vídeo, quando ele fala que os medos eles gritam na frente da gente E os sonhos, eles sussurram

É baixo, não dá pra você ouvir com facilidade, você tem que ouvir lá dentro, no coração E isso tem tudo a ver com a nossa mente da antiguidade, medo, sobrevivência, então tudo que é ruim, tudo que causa medo vai parecer tão forte para gente E as nossas grandes intenções, algo que a gente sempre quis fazer enquanto criança, um projeto, um trabalho, um negócio que a gente queria criar vai ser sempre um sussurro, sempre algo que tem que ter uma sensibilidade enorme para conseguir ouvir e ir além nele Então os medos gritam, os sonhos sussurram E a gente vai para o nosso vilão número 3

É o vilão de muita gente, a procrastinação E só para esclarecer aqui, existe uma diferença entre preguiça e procrastinação Elas não são a mesma coisa! Não são! Vou passar alguns sintomas da preguiça A preguiça é quando você não tem clareza do que precisa ser feito, quando não existe um sentimento de culpa por você não estar fazendo algo, que é bem diferente da procrastinação, você se sente culpado Você perde às vezes uma hora, duas horas rolando na timeline do Facebook, do Instagram, sabendo que não era o momento ideal para fazer isso e vem o sentimento de culpa

E com a preguiça não E a preguiça está ligada geralmente a uma falta de energia física Você se sente cansado, toda hora tá querendo deitar no sofá, em uma cama E no que eu vou focar aqui hoje é na procrastinação porque acredito que todos que estão aqui não têm os sintomas da preguiça porque têm sonhos, têm uma certa clareza do que quer executar, então por isso que a gente vai falar da procrastinação E o grande perigo, hoje em dia, são certas mídias como TV, Facebook, Instagram, YouTube, NetflixE eu estou colocando como perigo aqui porque tudo pode ter um lado bom e um lado ruim Têm séries incríveis na Netflix, vídeos incríveis no YouTube, a gente produzi conteúdo para eles né, YouTube, Instagram, Facebook Mas o grande problema dessas mídias, e que é preciso ficar muito atento, é a ansiedade que elas causam Outro dia eu estava ali na academia, na esteira correndo e, assim, não tem, nem como escolher porque as TVs estão ali na sua frente e você não tem a oportunidade de ligar elas

Estão ali, você tem que ver E tava em um canal, eu não lembro exatamente qual era o canal e eu tava lá, concentrado e com uma música, correndo, e, de repente na TV começou a me chamar atenção fogo Apareceu fogo assim Fogo, era algum protesto com fogo, tiro, aí daqui a pouco apareceu bebê é morto, tal, tal tal Aí depois foi roubo à mão armada

E eu: "caraca"! Tô ali no meio da corrida, me reenergizando, tirando um pouco do estresse e aí começo a ver TV e fico mais estressado, mais ansioso E é isso que essas mídias, se a gente não tomar cuidado causam na gente, muita ansiedade porque é o que atrai, é o que geralmente vai ter uma boa audiência, então a gente precisa tomar muito cuidado com essas mensagens que causam uma ansiedade enorme na gente E esse é o motivo que, já faz um bom tempo, acho que uns 3 anos, que a gente simplesmente não têm TV em casa, para justamente não passar por isso, por mais que a gente tenha a escolha do canal, que é diferente da academia, que a gente não tem a escolha E o tempo, todos aqui temos a mesma quantidade de tempo Todo mundo tem 24 horas no dia

O bilionário e o mendigo, ambos têm 24 horas Os idosos versus os jovens, brancos e negros, todo mundo, independente da sua religião, da sua raça, do que você acredita tem 24 horas E é o que você decide fazer com esse tempo que vai diferenciar você E por isso que a procrastinação é um grande vilão, porque quem executa mais, quem tem mais sucesso, procrastina menos, é uma forma muito simples de entender, só que não tão fácil de executar E o fato é que você não pode parar um dia, você não pode parar uma hora, mas você pode ter controle sobre o que cada evento significa para você, no que você vai focar e quais as histórias você vai contar sobre o que aconteceu na sua vida

Então por mais que a gente tenha 24 horas e isso seja igual para todo mundo, tudo depende da maneira com que você encara essas horas, como você faz, o que elas significam E o grande herói para combater a procrastinação, esse grande vilão, é o herói propósito E o propósito é algo que não é tão simples de falar hoje em dia porque muitas vezes às vezes está mergulhando, a gente quer mergulhar fundo no ambiente, em um mundo raso, no mundo, às vezes, de superficialidade, em um mundo em que algumas coisas na TV querem mostrar para a gente, que não são verdades E que a gente pode escolher de fato nosso caminho E aí é como se fosse um iceberg, em que o primeiro nível, o nível que está ali visível em nosso dia-a -dia , quando os furacões aparecem, os problemas, os desafios

Nível 2 é quando a gente vai buscar mais conhecimento, quando a gente vai se entender melhor E o nível 3 é quando a gente vai em busca do nosso propósito, qual é a nossa causa, pelo que a gente luta, o que a gente acredita E uma grande pergunta a se fazer é o quanto, de fato, você quer vencer, quanto você quer ter resultado, quanto você está disposto a passar pelas dificuldades do dia-a-dia, a evitar procrastinação, a evitar seus medos, a correr atrás deles E o Tony tem essa frase que eu acho que é uma das melhores frases dele: "o sucesso sem realização é o maior fracasso" E tem tudo a ver com propósito, não adianta nada também você querer ser a pessoa mais produtiva, ter mais ação durante o dia se aquilo não está alinhado com seu propósito

Se lá nos seus 50, 60 anos ou mais você perceber que tudo que você fez foi meio que no piloto automático, você nunca seguiu a sua intuição, seu coração, que de fato você acredita Por isso que o propósito, você se autoconhecer, entender de fato qual é a sua missão aqui na Terra é tão importante Eu não sei se algum de vocês sabem, mas essa minha perna direita tem uma haste de titânio, porque quando eu tinha por volta dos 20 anos, sempre fui aquela criança que jogava bola, sempre pegando sol, jogando bola, meu pai levava eu e meu irmão para jogar bola, até o momento em que eu fui chamado para participar de um time, era um time organizado, com árbitro, nossa, tô ficando profissional na parada né, mó feliz E no primeiro jogo que eu fiz com esse meu time, em uma dividida, acabou que foi uma dividida muito forte, e eu quebrei a perna em dois pontos

eu tive a minha fíbula, ela partiu, e a minha tíbia também partiu, né, que são os dois ossos da perna E foi um período assim bem difícil no momento, eu nunca senti uma dor tão grande na minha vida, não naquele momento em que a adrenalina estava em alta, mas eu lembro até hoje, quando eu estava no hospital, com a perna enfaixada e aí o médico chegou para desenfaixar ela e ele teve que mexer no pé que estava quebrado, na perna quebrada Acho que eu nunca gritei tanto na minha vida, eu não aguentava de dor E foi um processo demorado Para alguém que jogava bola 3 vezes por semana ficar 9 meses sem jogar bola, 6 meses sem correr, 4 meses sem poder andar sem muleta, 2 semanas sem poder de fato andar, só ficar deitado na cama, não conseguia nem tomar seu próprio banho

e foi uma das melhores coisas que aconteceu na minha vida Por quê? Porque eu descobri o meu propósito Foi justamente no período em que eu não tinha opção, que eu fiquei duas semanas meio que paralisado na cama, eu não tinha que fazer, não tinha que lidar com as situações do dia-a-dia, eu não tinha os furacões aparecendo, eu não tinha as tarefas, eu não estava em piloto automático, não tinha as tarefas, eu não tinha aquela filosofia de deixar a vida me levar, vida leva eu

Eu tinha tempo para pensar em qual é o meu propósito, de fato pra quê eu vim aqui na Terra? O que eu quero fazer? E aí eu descobri, eu me conectei com a minha essência nesse momento em que, obviamente, ainda sentia muita dor na cama, tomando remédio de tarja preta, via luzes aparecendo no quarto, era uma loucura, parecia que eu estava com alucinógeno, luzes laranjas e roxas, exatamente assim E eu me conectei com a minha essência, com a minha significância, com propósito Eu entendi que naquele momento, eu tinha um blog de investimentos, o HC Investimentos, mas eu nunca tinha de fato considerado aquilo Era um hobbie, que não tinha uma grande causa para estar compartilhando aquelas informações Mas quando eu quebrei a perna, eu

chega! Eu li todos os livros que eu podia ler, eu li 10 livros, peguei o cartão da minha mãe, até obrigado mãe por isso, eu comprei 10 livros na Amazon, então os 10 livros chegaram lá em casa e eu li todos eles enquanto eu estava com a perna quebrada e eu trouxe para o Brasil uma metodologia de investimento que não é tão conhecida aqui chama Alocação de Ativos e foi o que iniciou toda minha carreira em relação a negócios Eu pude sair de um hobby de um blog para um negócio, sendo que esse ebook sobre Alocação de Ativos que eu lancei foi o primeiro produto da Hotmart que alcançou os 150 graus e tudo isso porque eu quebrei a perna Eu sou muito grato por ter quebrado a perna, por mais paradoxal que isso pareça

E caso estejam pensando, hoje em dia eu consigo fazer tudo tá, correr, jogar bola tranquilamentee até melhor do que antes

Eu nem separei nessa palestra, mas acho que é legal citar, tem tudo a ver com propósito Antes de quebrar a perna, eu corria, fazia corrida de rua E eu corria 10 quilômetros, era o que eu gostava de correr, 10 quilômetros Comecei fazendo uma hora, baixei para 55 minutos Alguém aqui corre, só para ter essas referências? Show! Massa! Então, assim, só para deixar claro, fazer uma hora em 10 quilômetros é razoável

E eu fui baixando de uma hora, para 55, para 50 E aí foi o momento que eu quebrei a perna E eu lembro que 9 meses depois de eu quebrar a perna, na primeira corrida que eu participei depois de ter quebrado a perna era uma corrida de 10 quilômetros e o meu mindset tava "meu, eu vou dar tudo de mim nessa corrida" Não importa o que acontecer, vou dar tudo e eu fiz 10 quilômetros em 42 minutos

E para quem não faz corrida de rua, quando você faz um tempo abaixo de 45 minutos você é classificado como corredor Quênia Então você larga em um local diferente, você é classificado como um profissional e foi a minha primeira corrida após ter quebrado a perna, então não era técnica, não era o quanto eu estava treinando de corrida, tudo era o meu mindset, eu fui disposto a dar tudo de mim E tudo porque eu tinha um propósito Por isso que eu acho que é importante reforçar isso aqui então muitas vezes quando a gente diz não para tanta coisa, é quando a gente realmente pode dizer sim, o sim da nossa vida, nossa causa, nosso propósito

Faz sentido isso que eu falei galera? SIM!!! Show! Vamos lá, vilão número 4: zona de conforto Nesse evento do Tony também DWD, Date with Destiny, ele fala sobre as 6 necessidades de cada ser humano Todo mundo tem alguma dessas 6 necessidades e isso ressoa mais com você E as 6 são: certeza, variedade, significância, conexão e amor, crescimento e contribuição E como a gente está falando de zona de conforto e no próprio evento isso ficou tão claro que a maior necessidade, da maioria, grande maioria dos seres humanos, por mais que eles às vezes não queiram admitir é a certeza

A gente quer ter tudo planejado, a gente quer ter tudo certinho, a nossa vida vai acontecer assim, assim, assim e aí quando uma dificuldade aparece, nem sempre a gente sabe reagir porque fugiu do nosso conforto então é confortável ficar na zona de conforto E, por isso a gente cresce na escolha acreditando que muitas vezes um emprego garantido, emprego público é a certeza de que a gente venceu, é a certeza de que a gente vai receber dinheiro, não vai passar dificuldade, é assim que a gente é ensinado, a ter essa certeza A própria escola né, ela ensina a gente a ter nota 6, a ser a média, a ficar ali na média, como eu gosto de chamar, mediano

Se você tirou 10 em matemática, mas tira 2 em biologia, o que eles vão falar para você? Trabalhe nas suas fraquezas Meu, 2 em biologia? Tá de brincadeira, o que é isso! E não olham para o 10 em matemáticaEntão a gente foi criado, baseado na certeza, a gente toma muita decisão baseada na certeza de que aquilo ali é garantido O risco é ruim O novo é ruim

O medo tá presente E uma pesquisadora, Carol Dweck, ela escreveu esse livro chamado Mindset, que busca entender como que a gente pensa E ela separa, essa é a grande sacada do livro, ela separa o mindset fixo do mindset de crescimento Então o mindset fixo a gente busca evitar desafios, desiste dos obstáculos, não vê sentido no esforço E no mindset de crescimento é ao contrário, a gente busca desafios, busca persistir apesar dos obstáculos, trabalha pesado com esforço

E isso que vai diferenciar, muitas vezes um campeão de um amador ou um profissional que nunca teve tanto sucesso E às vezes a gente se pega em pensamentos do tipo: ah, eu já sei né, já sei de tudo Mas eu tenho certeza que cada um de vocês, quanto mais vocês estudam, mas vocês percebem que só sei que nada sei, que é um campo de conhecimento infinito, parece não ter fim Você aprende uma coisa e você pode tender a achar "beleza, masterizei isso" e aí vem uma outra pessoa falar de assuntos que você nunca ouviu falar que complementa tudo isso, então é um estado eterno do aprender E agora a gente vai para o herói número 4, a Zona de Desconforto

Quem tá comigo até aqui? Isso! Show! Essa palestra tem quase 150 slides e a minha intenção com ela é mostrar o melhor de tudo que eu já estudei até hoje sobre mindset Tudo, 10 anos estando na internet me proporcionaram entender mindset para ter sucesso nos negócios Zona de desconforto Lagosta O que uma lagosta tem a ver com zona de desconforto? Exatamente! A lagosta é um animal muito, muito macio

Tanto é que a carne dela é tão gostosa, tão macia, só que ela cresce dentro de uma carapuça, uma casca extremamente dura e essa casca ela é fixa, ela não cresce Então a lagosta ali dentro dela está sempre crescendo, crescendo, crescendo Até um ponto que ela fica extremamente desconfortável e precisa sai dessa casa, digamos assim para criar outra casa que suporte o tamanho dela de crescimento Então é o desconforto dela que faz ela crescer O fato dela precisar crescer, ela precisa passar por uma nova estrutura, uma nova camada que vai proteger ela

Então é o desconforto que continua a fazer a lagosta crescer, e crescer e crescer ——————————– É o último adeus Eu juro Não me arrependo do passado que ficou para trás Amanhã me faz lembrar exatamente onde Não consigo ver o fim Como posso confiar em meu coração Se eu o quebro com minhas próprias mãos? Eu ouvi tudo o que você disse, eu te amo até a morte Eu ouvi tudo o que você, não diga nada É o último adeus, eu juro É o que você faz no escuro Que leva você até a luz —————————————————— Ele mostra aí no vídeo que é o que você faz no escuro que te leva até a luz Quem aqui já ouviu falar sobre palco x bastidor, diferença dos dois? Levanta a mão, por favor Boa! Bastidor, tudo que acontece é que, normalmente, as pessoas não veem E palco é isso aqui, é tudo que vocês estão vendo

Bastidor seria toda organização desse evento, todas as pessoas que vão estar aqui hoje, todo cronograma montado milimetricamente para a gente ter uma palestra atrás de outra com uma sequência lógica E muitas vezes, quando a gente está olhando para uma pessoa que tem sucesso a gente está olhando para o palco dela, para a luz dela Só que a gente nunca vê, nem sempre vê, ou não percebe tanto, o bastidor dela E uma coisa que eu fiquei apaixonado ao longo dos anos é entender o bastidor das pessoas, a ver um evento gigantesco e entender, cara o que deu errado? Me conta os pepinos que aconteceram Qual foi o momento de maior desafio? Qual foi o momento que você quase pensou em desistir? Eu quero entender isso, porque eu quero passar por isso também,

O fato é que o sucesso não sabe a diferença entre frio, entre muito cedo e cansaço Ele não sabe O sucesso, para ele não importa isso Para ele o que importa é se você de fato apareceu Então se você tem uma performance atlética, você precisa ir lá todo dia, treinar, fazer acontecer independe se está frio, se está cansado

E isso ficou muito presente para mim no último encontro de Mastermind que eu participei, do Érico, o Platinum, que ele fala sobretodos nós empreendedores, nós somos atletas e o nível que a gente está jogando, é o nível profissional, então como todo atleta profissional, a gente se dedica 100%

Todo dia é o grande dia Por isso que a gente está ali executando em uma intensidade muito alta, por isso que eu acordo 5 da manhã vou até às 10, 11, às vezes meia noite, com execução muito forte porque eu acredito que os profissionais precisam disso Nós somos atletas profissionais e assim, tá tudo bem se você não quiser estar nesse nível de profissionalismo, nesse nível de entrega e resultado Mas quem quiser estar, precisa se comprometer a estar

E nesse caminho a gente vai olhar para recursos, do tipo, "ah, mas putz, tecnologia, ah vou montar meu negócio online ou ah, eu vou começar a gerar conteúdo mas eu não tenho tempo, tenho filhos, tenho que cuidar dos filhos em casa Não tenho tempo para treinar, não tenho tempo para produzir conteúdo ou então "ah, eu não entendo de WordPress, ah, não entendo do YouTube, tecnologia Eu não tenho dinheiro para comprar ferramenta, equipamento para gravar, para gravar vídeo E tudo isso são recursos, tudo são recursos e o que faz a diferença nunca são os recursos, mas sim a capacidade de adaptação que cada um tem

A se adaptar a esses desafios e circunstâncias Por isso que eu queria falar sobre o mito do dom O mito do dom que é você, que as pessoas acharem que você por fazer algo muito bem feito, elas acabam, até de uma forma carinhosa de elogiar, dizer, ah, você tem o dom de tal coisa, você tem o dom de produzir conteúdo, você tem o dom de gravar vídeo, você tem o dom de falar em público E fato que dom é um mito né, por mais genetica mente algumas pessoas podem nascer mais favorecidas do que outras, isso é 1%, questão do dom é muito diferente E isso aconteceu justamente com esse post

Quem viu esse post no Facebook? Legal! Para quem não viu esse post, eu escrevi ele com essa foto que é o meu boletim do terceiro ano da escola que mostra que eu estou de 3 matérias de recuperação, Física, Biologia e Química, esse tripé que sempre esteve presente na minha vida E nesse post eu falo, o título é "Recuperação" E aí todo mundo acha, no início que eu vou falar do porquê eu fiquei de recuperação, é a curiosidade só que, ao longo do texto, eu vou falando sobre o sistema de educação que precisa estar em recuperação, porque nós formamos pessoas para serem medianas, para tirarem nota 6 em tudo e não favorecer as habilidades únicas que elas têm? E acabou que esse post viralizou, atingiu mais de 8 milhões de pessoas, quase 10% do Facebook inteiro, hoje no Brasil Tem outros números aqui: 8 milhões de alcance, 56 mil curtidas, 51 mil compartilhamentos, é isso que vai puxando essa tração toda, o compartilhamento vai viralizando a coisa e 8 mil comentários, muita gente marcando outra pessoa, muita gente agradecendo um professor por pensar fora da caixinha

aí alguns números, algumas métricas dentro do post Só o que a maioria, mais de 8 milhões de pessoas nunca vão ver, esse é o palco, essa é a luz, o que eles nunca vão ver são os bastidores, o escuro, o trabalho por trás disso Isso aqui é o que eles não vão ver, que é o vocês aprendem na Revolução do Conteúdo, na aula 3, módulo 7, storytelling Isso eles não vão ver, que cada parte do texto, cada parte colorida, tem um sentido cada frase que vai puxando outra, tem um sentido

Eles não veem que o texto está escrito com as cores, com vermelho, com verde, cada cor significa uma emoção, alguma coisa que vai acontecer Eles simplesmente veem o texto pronto, o final, a versão final, não veem essa versão em desenvolvimento É esse tipo de bastidor que eu quero também trazer aqui para vocês né, que é justamente o mindset, a importância de estar presente para isso, de entender como o nosso mindset pode evoluir os nossos negócios, como que um post de 8 milhões de alcance viraliza no Facebook, o que acontece por trás disso? Falando sobre zona de desconforto, o fato é que a maioria das pessoas que eu conheço e admiro, que eu busco tá próximo, são as pessoas que mais se reinventaram na sua vida Às vezes tiveram 4 carreiras diferentes, mudaram diversas vezes de profissão porque querem estar sempre buscando esse desconforto, desconforto que faz elas crescerem Então a reinvenção faz parte da gente, é essencial para a gente crescer em termos de mindset

E aí vem o grande vilão, que talvez nem todos estejam presentes e eu demorei muito tempo para estar presente para ele, muito tempo, quase 28 anos da minha vida inteira para estar presente para esse vilão, que é a necessidade de aceitação —————————————– Sua necessidade de ser aceito Pode tornar você invisível nesse mundo Como muitos de vocês, eu estava preocupado em ir para o mundo e fazer algo maior que mim mesmo Até que alguém, mais esperto que eu, me fez perceber que não há nada maior do que eu Não deixe nada ficar no caminho da luz que brilha através de você Arrisque ser visto em toda sua glória

Seus olhos não apenas enxergam, eles projetam Sempre há uma segunda história acontecendo atrás da imagem que vemos à nossa frente o tempo todo O medo está escrevendo esse roteiro E o título é: "eu nunca serei suficiente" Nós passamos nossas vidas imaginando fantasmas, nos preocupando com o caminho para o futuro

Mas tudo que seremos está acontecendo agora E as decisões que tomamos nesse momento são baseadas no amor ou no medo ——————————————————————————- Eu acho esse vídeo fantástico, todos os vídeos foram escolhidos para passar aqui, foi tipo a dedo assim, cara, é esse aqui, é esse vídeo que me ajudou tanto na minha vida e que eu acredito verdadeiramente que pode ajudar vocês Então, essa necessidade de aceitação, essa dúvida de "ah, será que essa pessoa me ama, será que minha mãe, meu pai, me amam, será que eu preciso ser perfeito para o mundo para eles gostarem de mim?" Isso é um grande vilão que pode acabar com a nossa vida

A gente tende a ficar mais recluso, tende a ter mais medo de se expor, é um baita vilão E por que foi um grande vilão na minha vida? E por isso que eu queria trazer essa reflexão aqui para vocês durante o evento do Tony, novamente, deve ser a terceira ou quarta vez que eu falo desse evento e do Tony, porque não tem como falar de mindset sem falar de um cara que é o número um hoje nesse assunto, alta performance também tava lá no evento dele e ele faz essas dinâmicas de você fechar o olho, aí uma música no fundo e pode ser uma dinâmica de meditação, pode ser uma dinâmica de você buscar relembrar o seu passado e era uma dinâmica, apagaram as luzes, fechei os olhos e ele falou para, assim a situação era relembrar alguma coisa do meu passado que poderia estar interferindo hoje E eu quase nunca conecto nessas dinâmicas, quase nunca

Meio racional, analítico Só que nessa foi tão profundo que eu me deixei levar e a dinâmica foi sobre qual foi o momento exato na sua vida que definiu alguma característica sua hoje que você não gostaria de ter? Pergunta profunda, poderosa E eu lembrei exatamente do momento em que eu deixei de ser uma criança, que eu era extremamente extrovertido, correr, querer aparecer para os outros, para a minha mãe, para o meu pai, para o meu irmão, para a minha família inteira, adorava fazer brincadeirinha, para um momento de reclusão, imersão, não querer me expor tanto ao mundo e tudo isso ficou claro como a água nesse momento da dinâmica eu lembrei de uma peça de teatro, a minha primeira peça de teatro na escola que eu fui fazer e eu curtia, nossa, eu tava super curtindo, tava vestido de indiozinho, era sobre o descobrimento do Brasil e eu só tinha que falar uma frase, era algo muito simples, no momento certo eu entrava, falava uma frase e era isso Aplausos

Só que não foi bem assim Na hora de entrar, tava super ansioso, eufórico e eu acabei entrando na hora errada, eu me antecipei, eu furei a fila de um amiguinho e aí quando eu fui falar, quando eu comecei a falar as frases que eu tinha que falar, todo mundo começou a rir e eu percebi que "meu, fiz merda" Eu tô no lugar errado, eles estão rindo de mim e naquele momento eu comecei a chorar, fiquei mega envergonhado, de longe tinha sido a maior vergonha que eu passei na minha vida até aquele momento e aquilo foi tão forte para mim que mesmo depois da peça acabar e da minha mãe e meu pai me consolarem falando que 'cara, que isso, todos grandes erram, tá tudo bem, vai ter outras peças, têm outras peças"Aquilo ficou tão forte na minha mente sobre o ato de me expor e errar e ser julgado por isso, isso na minha cabeça tá, as pessoas riram porque deve ter sido engraçado Mas aquilo ficou tão forte, mas tão forte que eu decidi que, daquele momento para frente, não é algo consciente, é algo inconsciente eu não queria me expor tanto e por não me expor tanto eu desenvolvi muito mais a capacidade de leitura, de me imergir em livros, em escrever e por mais que foi, não sei se dá pra chamar de um trauma, mas foi algo que aconteceu na minha vida que me marcou e isso foi muito bom porque me trouxe até onde eu estou Provavelmente eu não teria desenvolvido um blog, poderia estar gravando vídeo no YouTube, talvez eu fosse um Whindersson Nunes, não sei, mas eu fui para o caminho de blog e esse caminho me trouxe até aqui Então eu sou muito grato por isso ter acontecido, a gente não consegue mudar nosso passado, a gente só consegue ressignificar o que aconteceu, como eu falei né, nessa palestra já E foi a partir dessa dinâmica que eu me perdoei também, que eu decidi que por mais que eu já tivesse uma certa exposição, vai crescendo os negócios você tem que se expor mais, eu hoje estou mais tranquilo de estar em frente às câmeras, fazer algumas gracinhas, de subir em um palco e estar aqui falando com vocês, de ter palestrado para mais de 5 mil pessoas

Hoje assim, obviamente dá uma certa ansiedade, um certo friozinho, mas tá tudo bem, tudo sob controle, não é algo que me envergonha tanto quanto aquelas pessoas rindo de mim Então foi a partir disso que cara, tudo mudou na minha vida Você não precisa da aceitação de outros, se livrar desse julgamento, a gente sabe que não há felicidade dentro do julgamento, a vida se torna mais leve, você tem mais oportunidades para testar, criar, para falhar e tá tudo bem, tá super de boa, não tem aquela exigência da perfeição Então, sem dúvida, esse evento também me mostrou o caminho de que tudo que eu tenho que fazer tem que ser perfeito para ninguém julgar, para não ter erro E isso desenvolveu essa vontade de quebrar um conteúdo e fazer uma engenharia reversa tão grande nele que cada palavra tem uma cor, cada palestra, cada slide, cada vídeo tem um sentido, uma conexão, mas hoje eu estou mais solto, mais leve e é ótimo quando a gente se conhece melhor e aprende que "ah, legal, tal coisa no passado me influenciou dessa forma de eu ser como eu sou hoje, mas eu tenho o poder hoje de querer me expor mais ou não e não sentir vergonha por isso

Show! Obrigado E a gente chega no herói número 5, que eu chamo ele de memorável, que é o que o Jim Carrey fala no vídeo: arrisque ser visto e toda a sua glória e se expor no mundo como você realmente é e a gente tem tanto a oferecer, cada um de vocês tem uma habilidade tão linda e única para oferecer e por conta desses vilões a gente tende a se retrair Mas são esses heróis que podem levar você a ser visto na sua glória, na sua essência, no que você tem de melhor para oferecer E a moeda mais valiosa que a gente tem hoje é o impacto que a gente pode causar em outras pessoas, é essa capacidade de transformar os outros a enxergarem o mundo através da sua lente

Não no sentido de uma obrigação, mas no sentido de esse é o meu caminho, essa é a minha maneira de ver o mundo, faz sentido para você? Se faz, ótimo! Segue esse caminho também Então essa é a moeda mais valiosa que a gente tem hoje em dia Provavelmente, quem aqui já ouviu falar que você é a média das 5 pessoas com quem você convive? quase um clichê já Embora seja um clichê, é uma baita verdade e eu vou além Se você tem um problema na sua vida, você tem um problema com as 5 pessoas mais próximas de você hoje em dia, então por isso que é tão importante a gente escolher quem a gente está próximo, qual o grupo de apoio que a gente quer ter, que relacionamento a gente quer perseguir, porque, de fato, isso faz toda a diferença

É real, a gente passa inclusive a falar de uma maneira parecida com a outra pessoa, por estar próxima dela E um dos, eu gosto sempre também de citar livros, autores, vídeos e em um encontro de Mastermind do Damásio, Victor Damásio, ele deu de presente esse livro que se chama os 4 compromissos, The Four Agreements, que para mim é um dos melhores livros para quem está, não só iniciando, mas quer ir mais profundamente no sentido de desenvolvimento pessoal, de mindset e os 4 compromissos que ele fala no livro, vou passar bem rapidamente aqui são: Seja impecável com a sua palavra, sua integridade Não leve nada para o lado pessoal Aquelas pessoas no teatro riram de mim, se eu soubesse disso naquele momento, se eu como criança tivesse esse mindset, eu cara, tá tudo bem

Não tire conclusões Mesma coisa, a conclusão que eu tirei naquele dia foi riram de mim porque eu entrei na hora errada, porque eu sou um fracasso, porque eu não deveria me expor e isso são conclusões da minha cabeça mas não necessariamente são os motivos que eles riram E, por último, dê sempre o seu melhor, procure sempre melhorar, dia após dia, mindset de crescimento que eu mostrei anteriormente E eu acredito que, e a intenção desse evento, é, novamente, compartilhar inovações para a sua revolução pessoal, o seu mindset E profissional, marketing, negócios, conteúdo

Para a criação dos conteúdos e negócios com propósito do futuro Essa é a intenção do evento, é a nossa causa da VDB, da Viver de Blog e minha intenção também, pela temática do evento, vocês devem ter percebido, sobre vilões e heróis, e a minha intenção é que cada um de vocês seja um herói sem máscara O que eu quero dizer com isso? Todos os super heróis, de certa forma, eles usam uma máscara, usam uma roupa, usam uma vestimenta para se tornarem super-heróis Mas o fato é que cada um de vocês aqui hoje já é um herói, um herói da transformação, então a gente não precisa de uma vestimenta, de uma máscara para ser de fato um herói para quem a gente mais quer ajudar, para as pessoas que estão mais próximas da gente, para as pessoas que amam a gente seja o herói sem máscara

Martin Luther King tem, um dos caras com melhor discurso que eu já vi até hoje, tem uma parte do discurso dele que ele fala: " se você não voar, corra, se você não correr, ande, se você não andar, rasteje, mas por todos os meios, continue andando, continue o seu caminho, continue a sua jornada Essa é a minha intenção aqui hoje Muito obrigado!

Source: Youtube

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.